Suspeito de matar esposa estrangulada se entrega à polícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Em depoimento ele disse que estrangulou a técnica de enfermagem porque desconfiava que ela estivesse o traindo

Gilciney Dias da Silva, de 55 anos, se entregou à polícia na tarde dessa segunda-feira (20). Ele é suspeito de matar a esposa dele, a técnica de enfermagem Luciane Gonçalves de Souza e deixar o corpo dela dentro do porta-malas do carro da própria vítima, em uma rua no bairro São Raimundo, na zona Oeste de Manaus. O crime ocorreu na última quinta-feira (16).

Em depoimento o suspeito disse que matou a esposa porque desconfiava que ela estivesse o traindo. No entanto a versão dele é desmentida por familiares e amigos da vítima, que já haviam contado à polícia que ela vinha há algum tempo tentando se separar dele.

No dia do crime ele estrangulou a técnica de enfermagem. Em seguida, ele enrolou o corpo da vítima em um lençol e em seguida saiu arrastando para colocar dentro do carro. No caminho para o carro o corpo de Luciane foi arrastado por três andares de escada. O corpo da vítima foi abandonado ao lado de um cemitério, no bairro São Raimundo.

De acordo com o delegado Rodrigo Barreto, Gilciney disse que logo após o crime fugiu para uma comunidade que próxima ao município de Manacapuru. Após passar o tempo do flagrante, ele foi até a delegacia e foi preso em cumprimento a mandado de prisão.

O casal estava junto há aproximadamente 30 anos. Ele responderá pelo crime de feminicídio.

Leia Também