Pastor é preso após matar ex-companheira degolada

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

RIO DE JANEIRO| Um pastor de 47 anos, identificado como Humberto Gonçalves Trindade, foi preso, acusado de ter assassinado a ex-mulher, ao cortar a cabeça dela, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A motivação teria sido o fato do pastor não aceitar o fim do relacionamento com a vítima. 

Testemunhas relatam que Humberto morava em São Paulo, mas foi até o Rio de Janeiro planejando matar Nadja Trindade, que também era pastora e mãe de seis filhos.

Ainda segundo relatos dos policiais militares que atenderam à ocorrência, os agentes foram acionados para verificar uma denúncia de feminicídio na região. No local, os policiais foram informados sobre as características físicas do suspeito e de que ele ainda estaria pela localidade. Os policiais conseguiram abordar o suspeito na Estrada de Jacarepaguá, próximo ao espaço Laduma, onde ele estava tentando fugir.

Ao ser detido, o pastor confessou o crime e chegou a informar onde estava a faca usada para degolar a ex-companheira. A faca foi apreendida. Ele foi, então, encaminhado para a Delegacia de Homicídios da Capital. Ele já havia sido denunciado por violência doméstica na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá

Leia Também