Mulher é morta pelo ex após avisar amiga sobre atitude suspeita: ‘tenho medo dele’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

RIO DE JANEIRO | A Polícia Civil do Rio prendeu na segunda-feira (10) um mototaxista, de 32 anos, acusado de matar a ex-namorada Jéssica Carla Nascimento da Costa, de 30. A mulher estava desaparecida desde o dia 26 de abril quando aceitou um convite para conversar na casa dele, no bairro de Paciência, na zona oeste do Rio. Segundo a corporação, ele confessou o crime.

Desconfiada do ex, Jéssica chegou a enviar sua localização para uma amiga quando ainda estava dentro da casa do acusado. Câmeras de segurança da região também confirmaram que a vítima esteve na residência do autor.

O corpo dela foi escondido em uma mata na Serra do Matoso, em Itaguaí, na Baixada Fluminense – a 30 km de distância da residência do suspeito. De acordo ainda com as investigações, o acusado pegou um carro emprestado de um amigo para ocultar o corpo de Jéssica em uma região bem erma, de difícil acesso. O corpo estava em uma ribanceira e foi retirado de casa envolvido em sacos de lixo pretos.

Segundo a amiga, o casal teve um relacionamento de quase 3 anos, mas Jéssica foi aconselhada diversas vezes a se separar do ex.

A amiga disse ainda que, quando questionado pela família sobre o paradeiro de Jéssica, o mototaxista registrou boletim de ocorrência contra os parentes da vítima. “A família dela nunca ameaçou ele, mas ele fez registro, tirou foto com o documento, fez depoimento na redes sociais falando que estava sendo acusado”, contou.

Após a prisão, o homem confessou o assassinato e acompanhou os policiais até o local onde foi localizado o corpo da vítima. O mototaxista responderá pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver.

Leia Também