Pegou mal: Roupa usada por Marília Mendonça no dia do acidente é vendida por lojas e revolta fãs

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Nos anúncios de venda das empresas eles denominaram o look como “Conjunto Marília Mendonça”.

Fãs da cantora sertaneja Marília Mendonça se manifestaram com revolta após descobrirem que três lojas de e-commerce estão vendendo réplicas da roupa usada pela cantora no dia da morte dela, em novembro do ano passado.

Nos anúncios de venda das empresas eles denominaram o look como “Conjunto Marília Mendonça” e logo foi considerada de mau gosto pelos fãs da sertaneja. Marília Mendonça morreu usando roupas similares as que estão sendo vendidas, após a queda do avião em que estava, na serra da Caratinga, em Minhas Gerais.

O irmão da artista, João Gustavo, que costuma se manifestar em defesa dela, postou uma mensagem enigmática, e os fãs acreditam que tenha sido uma indireta para as lojas. “Só não deem palco, a justiça de Deus não falha nunca”, escreveu.

Na internet, fãs da cantora se manifestaram. “A noção desses vendedores passou longe”, postou uma internauta. “O anúncio da roupa que tem escrito ‘roupa Marília’ é uma falta de respeito”, escreveu outra fã. “Colocaram o nome da Marília na peça pra ganhar destaque, ridículo”, criticou mais uma. “Horrível o que estão fazendo com a Marília, usando a imagem e o nome dela pra vender roupa igual a que ela tava no acidente, ridículo!!!!”, protestou outra.

Retratação

Após a polêmica, uma das lojas que estava vendendo a roupa se manifestou por meio de nota e removeu a peça do estoque. Segundo o colunista Léo Dias do Metrópoles, um dos responsáveis pela loja, confirmou que o conjunto começou a ser vendido depois do acidente: “Foi após sim, não achávamos que ia pegar mal. Pedimos desculpas aos fãs e à família da cantora”.

Leia a íntegra da nota:

“Viemos por meio deste pedir desculpas ao fato envolvendo a comercialização da peça inspirada na cantora Marília Mendonça. Em nenhum momento a intenção era de promover dor, revolta e comoção. As peças já não estão mais disponíveis para vendas. Pedimos imensamente desculpas aos familiares e fãs.”

Leia Também