‘Famílias estão mudando’, celebra trisal que teve união estável reconhecida após 10 anos de relação

Facebook
Twitter
WhatsApp

Após 10 anos de relacionamento os bancários Denis Ordovás, 45 anos, e Letícia Ordovás, de 51 anos, conseguiram na justiça oficilizar a relação com Keterlin Kaefer, de 32 anos, que está grávida do primeiro filho. Na última segunda-feira (28), a 2ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Novo Hamburgo, na região Metropolitana de Porto Alegre, reconheceu a união estável poliafetiva entre eles.

ADVERTISEMENT
Antes, eles já haviam tentado o registro em cartório sem a judicialização, mas o tabelionato recusou o pedido. O homem e a mulher que já estavam casados precisaram se divorciar para fazer esse pedido. Agora, com a decisão judicial, os cartórios devem ser obrigados a aceitar o registro.
“As famílias estão mudando e já estava mais que na hora dessas relações serem vistas”, afirma Letícia.

Denis e Letícia são casados desde 2006, e Keterlin está grávida de uma criança que se chamará Yan. O nascimento do bebê está previsto para 13 de outubro. Com o registro, a criança terá direito ao registro multiparental e vai poder ter os nomes dos três.

“Nunca escondemos de ninguém a nossa relação, e a grande maioria das pessoas reage muito bem. Alguns demoram um pouco mais pra processar as informações, mas nunca sofremos nenhum tipo de preconceito”, relata Letícia.

Na decisão, o juiz Gustavo Borsa Antonello citou que a união dos três é “revestida de publicidade, continuidade, afetividade e com o objetivo de constituir uma família e de se buscar a felicidade”.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!