Família de cirandeira morta diz que ela estava com fraturas expostas e perdeu bebê durante a queda

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Há sete dias a família de Vivian Ramos da Silva, de 27 anos, estava na esperança de que ela fosse resistir. A cirandeira, que morreu na madrugada deste domingo, foi uma das vítimas do grave acidente ocorrido no Festival de Cirandas de Manacapuru, no último final de semana, quando uma alegoria onde ela e outras 20 pessoas estavam despencou de uma altura de mais dez metros.

“Ela tinha marcas das correntes que seguravam os cirandeiros por todo o corpo. Havia fraturas expostas também em todo o corpo. Ainda em Manacapuru informaram que ela havia perdido o bebê”, disse Everton Ramos, em entrevista para uma rádio local de Manacapuru. Vivian estava grávida de três meses.

O corpo da cirandeira seria levado ao município e o velório seria no galpão do Grêmio Recreativo Guerreiros Mura. A família também declarou que vai procurar a Justiça.

Leia Também