Família acusa mulher trans de ter matado jovem de 27 anos em Manaus

Facebook
Twitter
WhatsApp

Familiares de Yuri Ramos Tameda, de 27 anos, afirmam que uma mulher trans não identificada é a principal suspeita de ter assassinado o jovem no dia 12 de novembro deste ano.

ADVERTISEMENT

A afirmação veio após familiares terem acesso a câmeras de segurança da rua onde o jovem morava, que mostram a mulher andando na rua da vítima no dia do crime.

Yuri foi morto com uma facada dentro de casa, localizada na rua Uirapuru, bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus,

De acordo com os familiares da vítima, o jovem estava bebendo no bar do tio, juntamente com outras pessoas na noite do crime, incluindo a suspeita. Depois, todos foram para a casa, mas a bebida acabou e o tio saiu para comprar mais.

Nesse meio tempo, Yuri foi assassinado e encontrada já sem vida.

Desde então, a mulher, que não foi identificada, não foi mais vista. Familiares procuram saber o paradeiro dela, para que ela possa prestar depoimento sobre o ocorrido. O caso segue sendo investigado.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!