Ex-vocalista desaparecido no AM é apontado como morto e principal suspeito de cometer o crime está preso

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O motivo do desentendimento aconteceu porque o cantor chamou atenção do segurança que estaria utilizando entorpecentes.

Na última segunda-feira (5) Rildon Lessa, pai do ex-vocalista da banda Água Cristalina Armando Lessa, de 26 anos, que desapareceu durante uma viagem ao município de São Gabriel da Cachoeira, foi para a região acompanhar as investigações e as buscas ao corpo do filho.

A linha de investigação aponta que Armando realmente foi assassinado. O principal suspeito de ter cometido o crime é um segurança identificado como Charlys Bezerra, de 28 anos, que está preso no município. De acordo com uma testemunha parente da vítima, o segurança e um outro homem que está foragido discutiu, agrediu e depois matou Armando com um tiro.

De acordo com informações preliminares, também tinham outras testemunhas que presenciaram o ocorrido. Os mesmos ainda disseram que o motivo do desentendimento aconteceu porque o cantor chamou atenção do segurança que estaria utilizando entorpecentes do tipo maconha diante de outros passageiros da lancha.

Segundo o mesma parente que testemunhou o crime, Charlys e o comparsa teriam jogado o corpo no rio. Mesmo sendo acusado pela testemunha direta do crime, o segurança foi ouvido e nega tudo. A Polícia da região já apreendeu a lancha e durante perícia encontrou manchas de sangue.

O principal suspeito trabalha como segurança, tanto que aparece em uma foto ao lado do empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, durante inauguração da loja em Manaus.

A viagem e o desaparecimento

Armando foi quem fretou a lancha, era quem estava no comando e responsável pela viagem. De acordo com os familiares, a vítima estaria utilizando a lancha para participar do evento em São Gabriel e sobraram vagas na embarcação. O prefeito do município, Clóvis Curubão, comprou algumas passagens e pediu que o cantor levasse quem trabalhariam no mesmo evento, dentre elas o segurança e o comparsa que agora está foragido.

O Cantor está desaparecido desde o último dia 27 de agosto, quando viajou em uma lancha de Manaus para São Gabriel da Cachoeira.

Leia Também