Ex-médico é flagrado dando descarga em feto abortado em clínica clandestina; vídeo

Facebook
Twitter
WhatsApp

O ex-médico Nelson Takara Uchimura foi preso em flagrante enquanto dava a descarga em um feto após a realização de um aborto, nesta quarta-feira (8), em uma clínica clandestina em São Paulo. O homem teve o registro cassado em 2004.

ADVERTISEMENT

Um vídeo mostra o exato momento em que o fato é jogado no vaso sanitário. O restante do feto, no entanto, ficou na mulher de 40 anos que pagou pelo procedimento ilegal. Ela precisou ser levada ao hospital e foi hospitalizada.

Após o procedimento, ela seria presa, assim como foi Nelson e ainda uma técnica de enfermagem. A clínica clandestina era monitorada desde o início de janeiro e teria grande movimentação, usando como fachada serviços de acupuntura.

Um mandado de prisão foi expedido nesta quarta-feira e os policiais foram até o local e arrombaram a clínica. Ao chegarem no cômodo, o procedimento havia acabado de ser feito.

“Ele [ex-médico] ouviu os policiais arrombando as portas e deu descarga no feto, que havia sido retirado parcialmente da paciente”, disse o delegado Milton Burgese, da Central Especializada de Repressão a Crimes e Ocorrências Diversas (Cerco).

A mulher foi indiciada por consentir a realização do aborto e se condenada a pena varia de 1 a 3 anos, segundo o Código Penal.

No Brasil, o aborto é considerado crime, sendo as únicas exceções previstas na lei o fato da grávida correr risco de morte ou quando a gravidez é fruto de um estupro, além de quando o fato é anencéfalo, sendo permitido o procedimento.

 

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!