Ouro, prata e bronze: Brasil brilha no 1º dia das Paralimpíadas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Gabriel Bandeira, de 21 anos, conquistou na manhã desta quarta-feira (25) no Centro Aquático de Tóquio o primeiro ouro do Brasil nas Paralimpíadas de Tóquio. O nadador venceu os 100m borboleta da classe S14, que foi incluída pela primeira vez no megaevento, com a marca de 54s76, novo recorde da competição.

O brasileiro é um fenômeno. Começou a disputar a natação paralímpica somente no ano passado. A primeira competição internacional dele foi apenas neste ano. E agora, com essa ascensão meteórica, já é campeão do maior evento do mundo.

Prata

O primeiro pódio da natação brasileira saiu com outro Gabriel, o Araújo – foi também a primeira medalha do Brasil nas Paralimpíadas da capital japonesa. O atleta mineiro de 19 anos levou a prata nos 100m costas da classe S2 com a marca de 2min02s47.

Bronze

A terceira medalha do Brasil nas Paralimpíadas saiu com Phelipe Rodrigues, cujo apelido é Bebezinho, nos 50m livre da classe S10. O nadador cravou a marca de 23s50, ficando atrás do campeão Rowan Crothers (23s21), da Austrália, e de Maksym Krypak (23s33), da Ucrânia.

Nadador paralímpico mais vencedor da história, Daniel Dias, de 33 anos, também conquistou na manhã desta quarta-feira, no Centro Aquático de Tóquio, a medalha de bronze nos 200m livre da classe S5. É, simplesmente, o 25º pódio em Paralimpíadas em sua carreira. O paulista ainda tentará mais cinco medalhas na capital japonesa.

Daniel Dias levou bronze nos 200 metros livre – Foto: Reprodução

Leia Também