Escola da Seduc conquista bronze para o Amazonas na 14ª Olimpíada Nacional em História do Brasil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Após concorrer com 18 mil equipes inscritas de todo o Brasil, os estudantes da Escola Estadual de Tempo Integral (EETI) Petrônio Portela, localizada na zona oeste da capital, conquistaram um feito inédito na 14ª Olimpíada Nacional em História do Brasil ao trazer para casa a medalha de bronze.

A equipe, formada pelos estudantes Adriana Fonseca, Eduarda Castro e Jhon Henrique da Silva, e pela professora Bárbara Cabral, foi a terceira colocada na competição, que reuniu 73 mil alunos de todo o Brasil.

O evento foi promovido pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e aconteceu de forma presencial, nos dias 20 e 21 de agosto. Participaram da final 320 equipes de todos os estados. Foram entregues 15 medalhas de ouro, 25 de prata e 35 de bronze.

A professora Bárbara Cabral conta sobre os desafios superados durante a participação na Olimpíada. Um deles, lembra ela, foi a transcrição de uma carta, exercício realizado por profissionais da paleografia.

“Em nossa escola temos a professora Paula Dantas, que tem muita prática nisso e que nos auxiliou, o que foi essencial para avançarmos nas fases. Mas em geral nós não nos deixamos intimidar por dificuldades, apenas demos o nosso melhor. E quando fomos uma das duas equipes convocadas para representar o Amazonas na fase final, já tivemos a nossa vitória. A medalha foi só um bônus”, discorreu a docente.

A estudante Adriana Fonseca falou sobre a preparação da equipe até alcançar o resultado, lembrando das reuniões do grupo para discutir as questões e das leituras feitas para responder às questões e fazer a tarefa final.

“A troca de ideias com os professores e membros da equipe foi de extrema importância. A todo momento, quando a gente vê tanta gente junta, sempre tem a sensação que existe gente muito mais capacitada que nós. Mas fizemos um bom trabalho juntos, na hora da prova nem pensei nas outras equipes”, finalizou Adriana.

Leia Também