Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, morreu de overdose: ‘maconha, remédios e heroína’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Autoridades da Colômbia confirmaram neste fim de semana que o baterista Taylor Hawhins morreu de uma overdose no quarto do hotel onde estava hospedado.

A Fiscalía General de la Nación – que é equivalente à Procuradoria Geral da Nação, no Brasil, informou por meio de nota: “No exame toxicológico de urina realizado em Taylor Hawkins foram encontrados preliminarmente dez substâncias, entre elas: THC (maconha), antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opioides.”

O jornal Semana informa que também havia heroína no exame de sangue. Em 2001 o baterista havia sofrido uma overdose de heroína e ficado em coma. “Uma noite, eu estava festejando em Londres e por engano, fiz algo e aquilo mudou tudo. Eu acreditava na besteira do mito de rockstar em viver rápido e morrer jovem”, disse o baterista em entrevista à revista Kerrang, em 2019.

O músico tinha 50 anos e se apresentaria neste domingo (27) no Lollapalooza.

Leia Também