Gretchen lança música no Pará e critica Bolsonaro: ‘Houve retrocesso em tudo’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Gretchen, de 63 anos, mais conhecida como a rainha do rebolado, lançou sua nova música, “Fênix do Amor”, nesta sexta-feira (15), nas plataformas digitais, e o videoclipe no canal da cantora, no YouTube. Vivendo em Belém, no Pará, a gravação ocorreu num mercado do local.

Composta pelo filho Gabriel Miranda e com arranjos do marido, o saxofonista Esdras de Souza, ela explicou que a música é uma resposta à intolerância de modo geral.

“Essa música fala de tudo isso, não importa o que a gente seja, o que ganha, o que é. Tem que ser o que a gente é, e ponto final.”

No clipe de “Fênix do Amor”, Gretchen aparece vestindo uma fantasia de fênix com penas vermelhas e pretas dançando a música pelas ruas do comércio de Belém do Pará, acompanhada do marido. Em outro trecho do clipe, o casal usa uma roupa com listras coloridas que remetem às cores da bandeira do orgulho LGBTQIAP+.

Questionada sobre como avalia o atual governo federal, Gretchen admite ser um dos muitos brasileiros que estão à espera do fim do mandato de Jair Bolsonaro (PL).

“Só se eu fosse cega e omissa eu não diria que houve retrocesso em tudo [neste governo]. A agressão, a violência, tudo isso é resultado do que está acontecendo”, diz a mãe de Thammy Miranda, que é vereador em São Paulo pela mesma legenda do presidente, mas que em 2021 anunciou que iria abandonar o partido após sofrer ataques de familiares de Bolsonaro.

Leia Também