Celebrando a negritude, boi Garantido fecha segunda noite do Festival de Parintins

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
A diversidade cultural do Brasil também foi destacada pelo boi do coração na testa

Celebrando a negritude e o combate ao racismo, o boi-bumbá Garantido fechou a segunda noite do 55° Festival de Parintins, neste domingo (25/06). A diversidade cultural do Brasil também foi destacada pelo boi do coração na testa, na arena do Centro Cultural de Parintins – Bumbódromo.

A cantora Márcia Siqueira, uma das levantadoras do boi do povão, falou da emoção de homenagear a cultura afro e tudo que ela representa para o Brasil e para a Amazônia. “Mais uma noite de emoção. Essa edição do Festival de Parintins, o festival dos festivais, é um retorno dessa festa tão querida, tão esperada. Todas as influências que nós temos. Uma noite emocionante, de muito axé, de muita luz, disse.

A merendeira Delci Rocha fez parte da galera pela primeira vez. Acompanhada da filha, que passou o amor pelo Garantido para a mãe, ela disse que o coração estava transbordando de felicidade por estar no Bumbódromo. “De geração em geração. Começou por essa menina aqui, que dançava maravilhosamente bem lá em Presidente Figueiredo, onde a gente morava. E ela veio morar para cá e agora eu acompanho todos os anos”, disse.

Jéssica Dias, filha de Delci, recorda que o amor pelo Garantido começou ainda na infância e agora pôde trazer a mãe para compartilhar a brincadeira de boi-bumbá. “Trouxe ela. É a primeira vez dela para sentir essa emoção”, acrescentou.

Acessibilidade 

A edição de 2022 do Festival também promoveu espaço inclusivo para Pessoas com Deficiência (PcDs) no Bumbódromo. Ao todo, foram 180 credenciados, entre PcDs e acompanhantes beneficiados na área exclusiva.

É o caso da professora Marina Colares que trouxe sua irmã parintinense para prestigiar a disputa dos bois. “Pela primeira vez a acessibilidade. É muito importante estar aqui no camarote. Ela é apaixonada pelo Garantido. Nós estamos muito felizes por esse momento. É a cultura popular, Parintins para o mundo ver. Somos parintinenses e estamos muito felizes nesse momento”, acrescentou.

O Festival Folclórico de Parintins é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC). A disputa segue até este domingo (26/6), como último dia de apresentação dos bois.

Leia Também