Empresário contratado para campanha de Amazonino responde por enriquecimento ilícito no MP

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O candidato ao governo do Amazonas Amazonino Mendes (Cidadania) decidiu contratar para sua campanha um empresário suspeito de enriquecimento ilícito. Diego Braga Jimenez, sócio-administrador da empresa D.R.J Comunicação e Eventos, teria violado a Lei de Licitações. Ele e mais três pessoas estão sob suspeita, mas mesmo assim segue cuidando das estratégias de comunicação do ex-governador.

A suspeita é que ele tenha desviado R$ 195 mil, para a contratação da dupla sertaneja Victor e Leo, durante um show na festa de aniversário de Coari (a 362 quilômetros de Manau0, ainda no ano de 2010. O caso segue tramitando, enquanto Diego opera para divulgar as promessas de Amazonino de cuidar do dinheiro público e melhorar o Amazonas, após 40 anos no poder.

A ação civil de improbidade administrativa está sob o número 0000525-47.2017.8.04.3801, na 2ª Vara Cível da Comarca de Coari, e espera decisão já pronta para concluso.

O portal DivulgaCand, do Tribunal Superior eleitoral (TSE), mostra que a empresa D.R.J Comunicação e Eventos recebe de Amazonino R$ 800 mil para produzir áudio e vídeo, base do candidato que pouco vai às ruas por conta da saúde frágil.

MINISTÉRIO PÚBLICO

Além do empresário Diego Jimenez, estão denunciados pelo MP-AM o ex-prefeito de Coari, Arnaldo Almeida Mitouso, e os membros da Comissão de Licitação de sua gestão, Marilúcia Meireles de Lima e Francisco José Nogueira de Menezes. “Estamos postulando a condenação do ex-prefeito, dos membros da comissão de licitação e do empresário, que depois dessa contratação, virou Secretário Municipal de Comunicação do Mitouso. Somadas, as penas desses crimes podem alcançar até 17 anos de reclusão. Estamos postulando também a devolução do valor desviado, que, atualizado, chega a R$ 305 mil”, disse o promotor de Justiça Flávio Mota Morais Silveira, titular da 2ª PJC.

“A empresa D.R.J. Comunicações e Eventos Ltda, de Diego Jimenez, não detinha contrato de exclusividade dos artistas, tampouco foram apresentados fundamentos para sua escolha, sem licitação, entre várias que atuavam no mesmo setor”, aponta trecho de matéria publicada no portal institucional do MP-AM:

(https://www.mpam.mp.br/slides-noticias/10368-mp-am-denuncia-ex-prefeito-de-coari-por-fraude-em-licitacao-e-peculato-em-contratacao-de-dupla-sertaneja#.YxoH_3bMLIU).

Abaixo os documentos:

Amazonino, até o momento, não se pronunciou sobre mais essa denúncia, mas o espaço segue aberto.

Leia Também