Empresa de donos ‘ostentação’ é suspeita de calote ao não repassar pagamento de empréstimos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Várias pessoas denunciaram por estelionato a empresa Lotus Corporate, dos proprietários Farley Felipe de Araújo da Silva e Jorge Luiz Guimarães de Araújo Dias, na tarde desta segunda-feira (3). Localizada na rua Rio Iça, no edifício Lotus Business Center, no Vieiralves, Zona Centro-Sul, não é a primeira vez que a empresa e os donos, que vivem esbanjando dinheiro, são denunciados.

Entre as vítimas estão professores, policiais militares, policiais civis, aposentados, pensionistas e concursados estadual, federal e municipal. Todos foram ao 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e a gerente da empresa, identificada como Naara Normando, foi levada à delegacia para prestar esclarecimentos. Farley e Jorge não foram localizados e ainda não se pronunciaram.

Segundo as vítimas informaram para a polícia, a empresa atua na área financeira e oferecia vantagens em cima de empréstimos. O esquema funcionava a partir do momento em que consultores da empresa ligavam para os funcionários oferecendo a vantagem de 10% em cima de um empréstimo no qual ele conseguia aderir pelo score através de seu banco.

No momento em que as pessoas aceitavam a proposta, um contrato era fechado e quem passaria a quitar o empréstimo feito, seria o próprio grupo Lotus. No entanto, após um tempo, o dinheiro que era descontado das contas das vítimas deixou de ser repassado para quitar o saldo das dívidas.

Empresário ostentação

Em março desse ano, Farley Felipe já era investigado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). Ele é sócio de pelo menos cinco empresas em Manaus. Nas redes sociais, o jovem empresário ostenta em viagens de luxo por todo o mundo.

Ele chegou a ser preso por tentar aplicar um golpe em uma pensionista das Forças Armadas, mas depois foi solto mediante habeas corpus.

Leia Também