Amazonas se destaca na lista dos estados com saldo positivo no aumento de empregos em 2021

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
No acumulado do ano, o Amazonas obteve saldo acima da média nacional de geração de empregos formais.

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), órgão da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), apresentou nesta quarta-feira (23/02) dados fornecidos pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que apontam saldo positivo referente ao número de trabalhadores no Amazonas em 2021.

De acordo com o levantamento, o estado fechou o ano passado com 35.141 novas pessoas inseridas no mercado de trabalho, totalizando 447.386 trabalhadores formais em todo o território amazonense. Em comparação a 2020, que fechou com saldo positivo de 8.459 empregos, houve um aumento de 415,42% de novas contratações. 

Os resultados também apresentados demostram que o Amazonas está 16,90% acima da variação média nacional do saldo de empregos. Enquanto o estado está com uma taxa de variação média de 8,52%, o Brasil está com 7,08% de pessoas admitidas versus demitidas. A região Norte também é destaque e apresentou cerca de 8,62% de variação positiva.

De todos os postos de trabalho fechados no ano passado, 20.630 são ocupados por homens e 14.511 por mulheres, onde 86,8% desses trabalhadores possuem ensino médio completo. Os jovens de 18 a 29 anos foram a maioria dos contratados, com 25.334 pessoas admitidas, seguido dos adultos com faixa etária entre 30 a 49 anos, com 8.948, o que representa o total de admitidos.

Os setores que mais contribuíram para este saldo positivo de admissões foram: Serviços, com 13.343 admissões, seguido de Comércio, com 9.223 pessoas, Indústria, com 8.952, Construção Civil, com saldo positivo de 3.072 pessoas admitidas e o setor Agropecuário, com 521 admissões.

Para a titular da Setemp, Neila Azrak, o resultado desse desempenho é sinal de que o trabalho não parou: “Obter esses gráficos mesmo após um longo período de pandemia é gratificante, pois isso significa que o nosso dever como secretaria é dar suporte aos cidadãos, oferecendo as melhores oportunidades no mercado de trabalho e o apoio do Governo do Amazonas tem sido essencial para isso”, disse.

Apesar de muitos estados terem fechado o ano com saldo negativo em decorrência da pandemia da COVID-19, o Amazonas se destaca nos últimos dois anos, com a contratação de 43.600 pessoas. Com isso, esse resultado também contribuiu para que Manaus aparecesse no topo da lista das cidades que mais ofereceram empregos no ano de 2021.

Leia Também

error: Conteúdo protegido contra cópia!