Em Manaus, Lula chama Bolsonaro de ‘demente’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Em comício em Manaus, o ex-presidente Lula resolveu pegar pesado com o presidente Jair Bolsonaro, e chamou o rival de ‘demente’. Os apoiadores aplaudiram a fala. “Quero agradecer o embaixador da Venezuela que mandou oxigênio a Manaus para salvar vidas. Apesar de o presidente da República ofender tanto a Venezuela, eles mandaram oxigênio que o demente não teve coragem de mandar”, disse durante o comício.

Lula passou mais de duas horas falando. “Eu quero provar que se um tenente expulso do Exército não tem coragem de tratar o povo com respeito, um metalúrgico vai voltar para tratar o povo com a decência que o povo merece”, afirmou, em tom elevado e sob aplausos da militância. Bolsonaro, na verdade, foi capitão do Exército.

“O atual presidente já veio aqui a Manaus, mas fazer motociata. Eu não vim fazer motociata, eu fui visitar a fábrica que os trabalhadores produzem motocicletas”, acrescentou, sobre a primeira agenda que teve na cidade nesta quarta-feira, uma visita à sede da Honda. “Tenho 76 anos, mas não quero deixar a vida antes de consertar esse país e a vida do povo”.

Leia Também