Em ‘grande festa da vitória’, Arthur Neto declara amor pelo AM e reforça compromisso por respeito e oportunidades

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Com uma verdadeira declaração de amor testemunhada por, aproximadamente, cinco mil pessoas, o candidato à única vaga destas eleições ao Senado Federal, Arthur Virgílio Neto (PSDB-Cidadania), realizou o último encontro com eleitores chamado de ‘grande festa da vitória’ e reforçou seu compromisso com o Estado. “Eu amo o Amazonas e sua gente. Já demonstrei isso em todos os meus mandatos. Porque sou mais amazonense que brasileiro”, declarou o tucano durante evento na quadra da escola de samba Vitória Régia, bairro Praça 14, zona Sul, na noite desta quinta-feira (29.9).

“Não vou mais permitir que tomem nada do meu Estado, que mexam com o meu povo, com a comida da minha gente, no emprego do meu pessoal, porque vocês são da minha família e sinto uma responsabilidade enorme pelo destino de vocês”, reforçou Virgílio no comício que também teve transmissão simultânea pelas suas redes sociais, com intensa adesão de internautas que utilizam plataformas como Instagram e Facebook e que seguem o @ArthurVirgílioNetoAM.

Além de ‘berço do samba’, o centenário bairro Praça 14 de Janeiro é também o local que viu surgir três gerações de políticos que entraram para a história do Amazonas. “Esta quadra é muito familiar para mim. Meu filho [Arthur Bisneto], meu pai [senador Arthur Virgílio Filho] e eu começamos nossa carreira política aqui”, relembrou o ex-prefeito de Manaus, logo nas primeiras palavras de seu discurso, enfatizando que ali também estavam representadas outras zonas de Manaus.

“Eleito senador, no primeiro dia de sessão, eu vou rezar a cartilha: a partir de agora ninguém vai ousar atacar o Polo Industrial da Zona Franca de Manaus”, garantiu Arthur, sendo celebrado pelo público, por candidatos da federação, lideranças e apoiadores, além de sua candidata a primeira suplente, Maria do Carmo Seffair; sua esposa e presidente do PSDB-Mulher-AM, Elisabeth Ribeiro; e seu filho, o ex-deputado federal Arthur Bisneto. “Também vou me dirigir aos senadores e senadoras e dizer: acabou a ‘mamata’ de emendas secretas”, acrescentou, referindo-se a essa prática parlamentar como sendo “um convite à corrupção”.

Um dos momentos mais marcantes foi quando uma menina subiu ao palco e entregou uma bandeira do Estado para Arthur, que iniciava seu discurso aos presentes. “Puxa! Você representa o futuro do Amazonas”, disse Virgílio, surpreso, dirigindo-se à criança enquanto subia ao palco para lhe entregar o símbolo em pano. “Ninguém poderia dizer ou escrever qualquer coisa que fosse mais expressiva do que isso”, completou o político de 45 anos de vida pública, já envolto com a bandeira, sob fortes aplausos e gritos de “Arthur, Arthur…”.

Tema de sua campanha, Arthur também falou sobre “respeito” que é preciso resgatar para além do Amazonas, incluindo grupos como mulheres, crianças, indígenas, negros, idosos e público LGBTQIA+. “Eu quero apenas isso, respeito a quem mora no Estado mais importante do Brasil, que não é mais São Paulo, é o Amazonas, o maior da Amazônia brasileira, que com certeza é o futuro deste país”, alertou o ex-parlamentar reconhecido como um dos mais atuantes na Casa Legislativa de Brasília, antes de pedir aos presentes para repetir seu grito de guerra desta campanha: “Exigimos respeito ao Amazonas e ao seu povo”.

Diplomata de carreira, ex-ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do governo Fernando Henrique Cardoso, deputado federal, senador da república e três vezes prefeito de Manaus, além de esportista praticante do jiu-jitsu, sendo um dos precursores da modalidade no Estado com o grau máximo que é faixa vermelha nove graus, Virgílio coleciona gratidão das pessoas que ajudou ao longo de sua vida e isso lhe motiva a querer voltar ao Senado. “É uma missão nobre que tenho e é um direito das pessoas terem um senador de verdade”, refletiu.

“Há sete meses, quando iniciava essa caminhada ao lado de Arthur, eu falava do orgulho que é estar com um político que sempre honrou seus mandatos para com o Amazonas. Ao término dessa jornada, o sentimento é ainda maior por ter visto o carinho dos amazonenses pela trajetória e história dele e isso não tem preço. O que fizemos mostra que não há outra escolha para o Senado. Tem que ser Arthur Virgílio Neto, não há comparação. Seria uma vergonha não levarmos Arthur de volta para o Senado”, concluiu Maria do Carmo.

Leia Também