Em dois anos, Prefeitura de Manaus fecha 10 grandes erosões na cidade

Facebook
Twitter
WhatsApp

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), concluiu dez grandes obras em erosões na capital amazonense. O trabalho, em suma, consiste na contenção do talude e ampliação de sistema de drenagem.

ADVERTISEMENT

De acordo com o secretário de Obras, Renato Junior, Manaus tem uma particularidade de áreas próximas a erosões que, associadas às fortes chuvas, castigam a cidade e causam estragos. As equipes da Seminf intensificam ações contínuas para reconstruir a capital.

“A erosão é um processo natural e torna-se um problema, em níveis danosos ao ambiente, quando é acelerada pela intervenção errada do ser humano com construções irregulares, redes de esgoto clandestinas, o que faz estragos triplicados. Temos atuado em várias frentes de obras com grandes intervenções, para resguardarmos a vida das pessoas que moram em locais de risco, que a gente sabe que não é porque querem e, sim, por necessidade”, afirma Renato Junior.

Ação da prefeitura

A Prefeitura de Manaus atuou na rua Manuel Ribeiro, bairro Mauazinho, zona Leste, onde uma cratera de 45 metros se formou e colocou em risco a estrutura de diversas casas. Após a prefeitura realizar as desapropriações, a Seminf entrou para executar serviços de drenagem, aterro, e evitar, assim, novas erosões e alagamentos. O local, agora, tem segurança e uma praça para os moradores.

 

Também na zona Leste, os trabalhos de contenção de erosão levaram benefício e segurança às famílias que vivem na rua Mangabeiras, bairro Gilberto Mestrinho. A erosão de 30 metros de altura surgiu devido ao acúmulo de lixo na rede de drenagem e construções irregulares. A área foi totalmente contida, os trabalhos beneficiaram mais de 30 famílias que sofriam com ameaças de desmoronamentos em dias de chuvas.

Na zona Oeste, os serviços foram concentrados no beco Darci Azambuja, bairro São Raimundo. Foram seis meses de trabalho intenso, com o uso da técnica de rapel para a concretagem do talude.

Os técnicos especializados ficaram pendurados em cordas, para que o trabalho fosse executado de forma eficaz na área localizada às margens do rio Negro.

As equipes também fizeram a contenção do rip-rap, com 70 metros de comprimento na encosta, grampeamento do solo, projeção do concreto no talude, drenagem superficial e a limpeza para entregar a área completamente reestruturada aos moradores.

Na zona Norte, as equipes trabalharam em três importantes obras, duas foram concluídas e uma segue na fase final dos serviços.

No bairro Nova Cidade, a Seminf concluiu as obras de contenção da erosão na rua Treviso, esquina com rua 6, após a área ter cedido, causando um desbarrancamento devido às fortes chuvas do período de inverno amazônico e agravado por um ponto de acúmulo de lixo descartado de forma incorreta. Casas foram soterradas e famílias tiveram perda de bens.

Trabalho intenso

Após sete meses de trabalho intenso, a prefeitura entregou um novo e moderno sistema de drenagem com cinco grandes caixas coletoras de água pluviais, uma escada hidráulica, que dá a vazão correta das águas e usou 25 mil metros cúbicos de aterro para compactar o solo de forma segura, além de transformar a área em praça de lazer. Uma nova via passa a interligar as ruas do bairro.

Ainda no Nova Cidade, a prefeitura trabalhou na rua Budapeste, onde havia uma erosão que sofreu desgaste por conta de ocupações irregulares.

De forma emergencial, as equipes recuperaram todo o espaço que, em apenas quatro meses, se transformou em uma área de lazer com área para prática esportiva, beneficiando os moradores.

A área também ganhou uma nova praça, que atende pelo nome Domingos Santana. As equipes implantaram rede de drenagem profunda, escada hidráulica, fizeram o aterro e contiveram o talude de 15 metros de altura.

Assim como no conjunto Cidadão 9, conhecido como conjunto Lula, as obras de contenção da erosão de mais de 120 metros, que ameaçava o desabamento da rua Siri, foram finalizadas. Agora, o local é seguro para todos. A rua Siri também foi toda revitalizada, com a construção de meio-fio e sarjeta, e a via foi totalmente pavimentada.

No bairro Cidade de Deus, as equipes da Seminf entraram na fase final dos serviços de contenção da grande erosão na rua São Félix, após a área ter desbarrancado devido à falta de manutenção e por implantações de tubulações irregulares, causando o desgaste de todo o talude, o que formou uma cratera com mais de 30 metros de profundidade.

Só na área afetada, foram mais de 51 mil metros cúbicos de aterro, implantação de uma rede de drenagem profunda e superficial com escada hidráulica, colocação de grama, junto com a construção da praça e uma academia ao ar livre.

“São muitos anos de abandono e negligência das antigas gestões, a situação é crônica e não pode continuar. A determinação do prefeito David Almeida é investir em tecnologia, com estudos técnicos de ponta, para resolver definitivamente os problemas nessas áreas de riscos, que só após a intervenção da prefeitura se tornam obras seguras com áreas de lazer para as famílias”, explica Renato Junior.

A Seminf conta com o apoio de todos os servidores em um esforço conjunto com seus 17 Distritos de Obras, que são fundamentais para a manutenção da cidade, dentro de toda a infraestrutura básica, beneficiando a capital com drenagens profundas, superficiais, novas pontes, escadas, iluminação e desobstrução de bueiros.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!