Em baixa e com fama de mal-humorado, Braga tenta usar Lula para aumentar popularidade

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A série especial RAIO-X da Política apresenta hoje o terceiro colocado nas intenções de voto para o governo do Amazonas. O senador Eduadro Braga, embora tenha mais quatro anos de mandato, resolveu colocar o nome para o jogo. Só que, pelo menos até o momento, sua pré-canidatura não decolou. Com a imagem abalada por acusações de tratar mal as mulheres, com fama de mal-humorado e dentro de um MDB esvaziado no Amazonas, nada indica que Braga vá aparecer entre os cabeças do pleito, caso realmente deseje seguir em frente.

MANDATO DE POLÊMICAS

Quem aumentou a conta de luz do amazonense foi Eduardo Braga? Essa mancha dos tempos em que foi ministro de Minas e Energia de Dilma Roussef persegue o ex-govermnador. Foi com ele no comando que a presidente pestista financiou dívidas da Anateel que até hoje são pagas pelo consumidor. De lá para cá a conta só aumento e nada melhorou no serviço.

Braga jura que não foi o responsável pela crise energértica iniicada sob sua gestão, mas o fato é que a acusação pegou.

Foram aumentos seguidos nos últimos dez anos, um total de 82%, dos quais 66% nas costas de Braga. Em outubro de 2015 veio o maior deles. Sob a batuta de Braga, reajuste de 39% para a Amazonas Energia. No fim da contas, o TCU concluiu que o Ministéiro foi omisso, deixando o consumidor na mão.

“ARROGANTE, GROSSO E ESTÚPIDO

Quando um político precisa gravar um vídeo na rede social para provar que não é grosseiro, é sinal de que a coisa anda feia.

Foi o que aconteceu a Braga. Numa postagem de maio deste ano, ele se esforçou com sua equipe para mostrar que é um cidadão de bom humor e fino trato.

No vídeo, Braga reconhece que muita gente o acha “arrogante, grosso e estúpido”, mas que na verdade ele é calmo e apenas “firme” com seus propósitos.

TRATO COM AS MULHERES

Uma das famosas polêmicas de Braga  ocorreu em 2021, numa discussão com Flávia Arruda, ministra da Secretaria de Governo da Presidência da República, durante uma ligação telefônica.

Braga foi grosseiro com ela e acabou indo parar nas manchetes nacionais. “Gritos não me amedrontam. O episódio, infelizmente, demonstra que o machismo atrasado ainda resiste às mulheres que assumem posições relevantes na política brasileira. Vou continuar a interlocução com o Congresso com diálogo, serenidade e, sobretudo, com transparência”, declarou.

Após a repercussão negativa, Braga pediu desculpas e disse que tem personalidade forte.

Em 2021, durante transmissão ao vivo, Braga foi grosso com uma funcionária. As imagens viralizaram e o senador, mais uma vez, teve de pedir desculpas.

PEDINDO SOCORRO A LULA

Sem popularidade e tentando mostrar que é simpático, Braga conseguiu tirar uma foto com o ex-presidente Lula esta semana.

Apesar de ser do partido de Simone Tebet, o senador abraça o pré-candidato do PT em busca de votos para governador, onde aparece com pouco mais de 10% de intenções de voto em média, bem longe de Wilson Lima e Amazonino Mendes, a quem pode entregar a candidatura e virar vice, voltando para os braços do veterano.

Mas Braga enfrenta um problema local. O MDB dele está fraco no Amazonas. E o PT não o quer.

“E eu quero dizer ‘pro’ Eduardo Braga: macaco que pula de galho em galho, um dia cai, um dia cai, o galho quebra! Ele foi o traidor da nossa nação. Votou contra a Dilma. Deu um pé na bunda da Dilma. Traiu os trabalhadores, traiu o Amazonas. E se hoje a Amazonas Energia ‘tá’ colocando os medidores, o culpado foi a vossa excelência. Se manca, senador!”, disse o vereador Sassá, após saber da intenção de Braga.

Leia Também