Pastor pré-candidato alega sofrer perseguição de adversários da igreja por fiéis no AM

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O pastor Israel Carvalho usou as redes sociais nesta quinta-feira (16) para desabafar sua indignação e fez fortes revelações envolvendo grupo evangélico da Igreja Assembléia de Deus, e deu detalhes da perseguição que está sofrendo após anunciar sua pré-candidatura nas Eleições de 2022.

Segundo ele, a polêmica envolvendo integrandes da igreja está gerando disputa interna entre seus membros e causando divisões entre as congregrações.

Ainda conforme o pastor, pré-candidatos a deputados estadual estão lutando para ter um lado a família Câmara que por muitos anos contra a igreja Assembleia de Deus no Amazonas. Assim como, existem pastores que querem utilizar do prestígio religiosos para conseguir votos dos fiéis.

“Tem pastores amigos, que não podem me chamar para pregar a palavra de Deus, porque podem perder sua licença”, disse ele.

Por conta do seu posicionamento e a sua filiação a um partido que não é o comandado pelos irmão Câmara, Israel foi obrigado, segundo ele, a escrever sua renúncia dos ofícios na IEADAM.

“Como eu sempre obedeci minha liderança, eu assim o fiz e um tempo depois, ele ne liga para dizer que meu pedido foi aceito e que não fazia mais parte da igreja e da TV, dizendo obrigado ao final”, finalizou.

“Na mesma hora, as lideranças que buscam ganhos pessoais, já estavam denegrindo minha imagem, eu estou sendo perseguido, minha esposa está sendo perseguida, tenho medo do que podem fazer comigo, temo pela minha segurança e da minha família”, disse.

Leia Também