Deputada Carla Zambelli aponta arma para eleitores em bar após ser xingada

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

SÃO PAULO | A deputada federal reeleita Carla Zambelli (PL) foi filmada, neste sábado (29), entrando em um bar e apontando uma arma para alguns homens. O caso ocorreu nos Jardins, bairro da zona central da capital paulista.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, a Zambelli afirmou que estava almoçando com o filho de 14 anos, quando um grupo de pessoas ficou lhe provocando.

A deputada disse que foi xingada por um homem, bastante exaltado, que a chamou de prostituta. Além disso, segundo o relato, ela teria recebido uma cusparada e também caiu no chão após ser empurrada.

No entanto, uma filmagem mostra o momento em que a deputada cai sozinha na calçada – e não foi empurrada, como ela alegou. Nesse momento, um dos seguranças de Zambelli começa uma perseguição contra um homem negro e desarmado.

Os vídeos que circulam nas redes sociais mostram que, durante a confusão, um tiro foi disparado. O segurança de Zambelli foi preso por ter efetuado o disparo, mas pagou fiança e foi solto.

O homem perseguido afirmou à CNN que a confusão teve início depois de ele ter gritado “te amo, espanhola” para a parlamentar.

A mensagem é uma referência a uma fala do senador Omar Aziz (PSD-AM) durante a CPI da Covid-19, no ano passado.

De acordo com o rapaz, que preferiu não ser identificado, ele estava saindo de uma festa com amigos na região da avenida Paulista e usava um boné do MST quando foi encarado pela parlamentar e sua comitiva. Nesse momento, ele admite que xingou a deputada.

 

Leia Também