Publicidade

Defesa da cantora Bruninha pede medida protetiva e prisão preventiva de Maykinho do Feras do Forró

Facebook
Twitter
WhatsApp

O advogado Lucivan Araújo informou que já solicitou uma medida protetiva em nome da cantora Bruninha, que denunciou ter sido pisada no pescoço pelo forrozeiro Maykinho, da banda Feras do Forró. O caso já foi registrado na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DCCM), por meio da Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM).

ADVERTISEMENT

A cantora alega que durante o tempo que trabalhou como vocalista da banda era agredida física e psicologicamente pelo cantor, que nega as acusações. Ela postou ainda prints de conversas e áudios que mostram como era tratada.

Segundo o advogado da vítima, a prisão preventiva de Maykinho também será pedida. “São casos de agressão recorrentes da Bruna”, disse ele, que também vai entrar com uma ação trabalhista e reparação de danos em decorrência da lesão sofrida no pescoço que prejudicou sua voz e a impossibilitou de cantar e trabalhar.

A investigação foi iniciada pela delegada Débora Mafra. Maykinho disse em sua rede social que está sendo orientado juridicamente e que vai deixar a “justiça rolar”.

Saiba mais:

Ex-vocalista que acusa Maykinho do Feras de agressão expõe áudio dele negando ajuda; ouça

‘Lugar de agressor é na cadeia’, diz ex-mulher de Maykinho do Feras ao saber de ex-vocalista agredida

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!