CRM-AM abre sindicância para apurar conduta de médicas exoneradas ao zombar de crianças

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CRM-AM) abriu uma sindicância contra as duas médicas que foram exoneradas do hospital de Maués (distante 248 quilômetros de Manaus) após zombarem dos gritos de dor de crianças que eram atendidas após serem atingidas por um raio. A informação foi divulgada pelo Conselho por meio de nota publicada nas redes sociais.

ADVERTISEMENT

Segundo o CRM-AM, o conselho tomou conhecimento do caso por meio da imprensa. “(…) e determinou uma sindicância ex ofício, para apurar as responsabilidades profissionais e éticas das médicas envolvidas”. O conselho diz ainda que o processo de apuração ocorrerá sob sigilo, conforme determina a legislação. “Informamos ainda que o Conselho de Medicina do Amazonas não compactua com este tipo de atitude e que trabalhamos diuturnamente em prol da ética e da boa medicina”.

As médicas, que aparentam ainda serem jovens, gravaram um vídeo onde riram da situação e na quinta-feira (9)  Prefeitura de Maués exonerou as duas. Uma delas chega a dizer que a criança, que chorava ao fundo, aparentemente em outro ambiente do hospital, estava sendo exorcizada. Ela iria suturar a criança.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!