Policial aposentado é condenado a 22 anos de prisão por homicídio e sequestro de Eliza Samudio

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

José Lauriano de Assis Filho, o Zezé, policial civil, foi condenado a 22 anos por homicídio de Eliza Samúdio e também por sequestro do Bruninho, filho do goleiro Bruno com a modelo. O júri terminou por volta de 19h15 de quinta-feira (26).

O júri começou por volta de 10h desta quarta-feira (25) e teve 13 horas de duração. Nesta manhã, às 9h30, foi retomado. Zezé chegou sozinho ao Fórum de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, pouco depois das 9h. 

Onze testemunhas foram ouvidas, incluindo o goleiro Bruno Fernandes e Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, que participaram por videoconferência.

O segundo dia de júri começou com o debate entre acusação e defesa. A acusação fala primeiro, seguida pela defesa. Há possibilidade de réplica e tréplica. Após esta etapa, os jurados do conselho de sentença, composto de cinco mulheres e dois homens, se reuniram para decidir o futuro de Zezé.

Leia Também