Incêndio em beco no Centro de Manaus pode ter sido criminoso

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O incêndio que ocorreu na madrugada de quinta-feira (19), no Beco São Lourenço, Centro de Manaus, que atingiu cinco casas e quatro famílias, pode ter sido criminoso. O Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBMAM) esteve no local e conteve o incêndio. Os moradores de três casas tiveram perda total e duas perdas parciais.

A principal suspeita da causa do incêndio é que seja o ex-marido de uma moradora das casas afetadas. O casal brigou minutos antes do incidente e que após a discussão, ele teria ateado fogo em um colchão e jogado em direção às casas.

O incêndio fez com que as irmãs e donas de casa, Marizete Campos e Maria de Nazaré, perdessem tudo. As mulheres levaram um susto com incêndio e conseguiram sair da casa apenas com a roupa do corpo. Além dela, moravam três crianças na casa: uma de dois anos, de 10 e uma de três. 

Marizete conta como foi o momento que percebeu que sua casa estava em chamas. Ela conta que só deu tempo de pegar seus três filhos, e quando saiu da casa, chorou ao perceber que tinha perdido tudo. 

“Depois que teve a desavença, quando eu já estava quase pegando no sono, ouvi a minha irmã gritar ‘olha o fogo’. Só peguei a minha filha mais nova, ainda tentei pegar alguma roupa e não consegui. Na hora que saímos e vimos o fogo se alastrando, aí eu e meu filho de 13 anos começamos a chorar. Queimou tudo. Nós perdemos tudo. Eu fiquei só com a roupa do corpo”, conta. 

A irmã dela, Maria de Nazaré, foi a primeira a perceber o que estava acontecendo. Ela estava tomando banho quando ouviu um barulho e ao sair do banheiro, notou que a casa estava em chamas.

Segundo a CBMAM, quatro viaturas atuaram no combate às chamas e cerca de 24 mil litros de água foram usados para conter as chamas.

Leia Também