Detendo é executado após ser chamado para carregar bateria de tornozeleira eletrônica, em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Testemunhas disseram que "amigos" teriam chamado Gustavo para carregar o aparelho e que ao sair de casa foi alvejado com os disparos.

O detendo do regime semiaberto, identificado como Gustavo da Silva Masulo, de 21 anos, foi assassinado a tiros na noite dessa quarta-feira (26) após ser chamado por “amigos” para carregar a tornozeleira eletrônica. O crime ocorreu na comunidade Nossa Senhora de Fátima 2, no bairro Cidade de Deus, zona Norte de Manaus.

De acordo com testemunhas, os atiradores eram conhecidos de Gustavo e teriam aguardado o momento que ele saísse para poder executá-lo. A vítima foi alvejada com pelo menos cindo disparos de arma de fogo espalhadas pelo corpo.

Após o crime os criminosos fugiram do local a pé, já o detento foi socorrido e levado para o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, mas logo após dar entrada na unidade hospitalar ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Após ser liberado pelo hospital o corpo de Gustavo foi conduzido para o Instituto Médico Legal (IML). O crime é investigado pela Polícia Civil do Amazonas (PCAM).

Leia Também