Crime eleitoral: Santinhos de Mayra Dias são distribuídos na campanha de Eduardo Braga

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A candidata a deputada estadual Mayra Dias (Avante) está com o nome na berlinda neste sábado (3), após santinhos dela serem distribuídos na campanha de Eduardo Braga (MDB). Acontece que ela é do Avante, partido que apoia Wilson Lima, e pela legislação, um candidato não pode pedir voto para candidato que não seja do seu arco de aliança.

O bandeiraço foi realizado na avenida Eduardo Ribeiro, no Centro, na Zona Sul de Manaus. O material caiu nas redes sociais e está amplamente compartilhado na internet. Agora cabe denúncia ao TRE e uma investigação que pode acabar em punição para os responsáveis.

Mayra Dias é casada com o prefeito de Parintins, Bi Garcia, aliado de Braga. A distribuição de Santinhos com Braga, além de crime, é uma traição.

A legislação é clara:

“Propaganda. Pedido de votos para candidatos de outros partidos ou coligações. Impossibilidade. 1. Os partidos e seus candidatos não podem pedir votos para candidatos de outros partidos políticos ou coligações em seus programas de rádio e televisão, nem nos espaços que lhe são reservados para a propaganda por meio de outdoors ou em material impresso às suas custas. 2. Ausência de normas legais que possibilitem à Justiça Eleitoral punir a conduta de candidatos ou filiados que, em comícios ou eventos semelhantes, peçam votos para candidatos de outros partidos. O exame dessas condutas compete aos órgãos de disciplina e ética partidárias.”

A CANDIDATA NEGA

Já Mayra nega e diz que a denúncia não é verdadeira”. Ela ainda afirma que está em Nova Olinda do Norte em campanha, bem longe de Manaus. Mayra diz que seu CNPJ não está vinculado a nenhum material de campanha de outro coligação, e portanto não está descumprindo a legislação eleitoral.

Leia Também