Nova variante do coronavírus com mais poder de transmissão é detectada na África

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Preocupação: Segundo os cientistas, a variante B.1.1.529 traz um total de 50 mutações, algo nunca visto anteriormente

O Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis da África do Sul comunicou, nesta quinta-feira (25), a descoberta de uma nova variante do coronavírus . De acordo com os cientistas, esta cepa tem uma constelação incomum de mutações e a maior preocupação é que ela escape da proteção da vacina.

Chamada de B.1.1.529, a nova variante é responsável por 83 casos de covid-19 no país até o momento, sendo 77 na Província de Gauteng, na África do Sul, 4 em Botsuana, 1 em Hong Kong (que é de uma pessoa que retornou de uma viagem à África do Sul) e 1 em Israel (de uma pessoa que esteve em Malaui).

O diretor executivo da NICD, Adrian Puren, afirmou que embora os dados até o momento sejam conhecidos, os especialistas do Instituto estão trabalhando para estabelecer o mecanismo de vigilância para o entendimento de uma nova variedade e suas obtenção. “Os desenvolvimentos estão acontecendo de forma rápida e o público tem nossa garantia de que manteremos todos os avisados”.

Em uma entrevista coletiva, o professor Tulio de Oliveira, diretor do Centro para Resposta Epidêmica e Inovação, na África do Sul, disse que foram localizadas 50 mutações no total.

Michelle Groome, chefe da divisão de vigilância e resposta em saúde pública do NICD, disse que as autoridades de saúde provinciais continuam em alerta máximo e estão priorizando o sequenciamento de positivos para covid-19. Autoridades, porém, afirmaram que ainda é cedo para dizer se serão impostas novas restrições.

Leia Também