Luciano Hang é convocado a prestar depoimento na CPI da Covid

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O empresário irá depor na CPI na próxima quarta-feira (29), às 10h.

O empresário dono da Havan, Luciano Hang, deve ser convocado para prestar depoimento na próxima quarta-feira (29) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. A decisão foi anunciada na manhã desta quinta-feira (23), durante sessão dos senadores. Além dele, a advogada da empresa de saúde Prevent Senior, Bruna Morato, também deverá comparecer para prestar depoimento.

Luciano Hang é apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e defensor das pautas do governo, sobretudo, do tratamento precoce para pacientes com Covid-19 com medicamentos sem comprovação científica de eficácia, como ivermectina, hidroxicloroquinam, dentre outros. A oitiva está marcada para ocorrer na próxima quarta-feira (29), às 10h.

Dossiê

O empresário foi um dos assuntos mais falados na sessão da CPI dessa quarta-feira (22). Um grupo de 15 médicos da Prevent Senior entregou um documento aos parlamentares no qual cita a morte da mãe de Hang, ocorrida em fevereiro deste ano, em decorrência de complicações da Covid-19.

Segundo os médicos, o atestado de óbito da mãe do empresário foi alterada, ocultando a causa da morte. O prontuário da mãe de Luciano mostra que ela foi internada no Hospital Sancta Maggiore, da Rede Prevent Senior, e foi medicada com o chamado “kit Covid”, que é um dos alvos das investigações da CPI.

Leia Também