Ex-UFC internado com covid nega ser antivacina e diz que não foi imunizado porque ‘espera o melhor chegar’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

ESTADOS UNIDOS – O ex-lutador do UFC Diego Sanchez afirmou que ainda não tomou a vacina contra a Covid-19 e agora está sofrendo com a doença. Apesar das complicações como baixa oxigenação nos pulmões, coágulos de sangue em ambas as pernas, e a negativa na imunização mesmo podendo estar imunizado, ele negou ser antivicina.

“Eu não sou um antivacina, droga! Apenas esperando o melhor chegar, a tecnologia está avançando na velocidade da luz”, disse ele nesta segunda-feira (29), em postagem no Twitter, sem entrar em detalhes sobre o que “melhor” ele poderia estar esperando.

O ex-atleta mora nos Estados Unidos, onde há uma grande oferta de vacina há bastante tempo. Diego, de 39 anos disse, ainda, que é essa é a “luta da sua vida”.

“Esta tem sido a luta da vida de lutador, nenhum camp de luta ou oponente me dominou assim. Foi uma longa luta na noite passada, acho que finalmente ganhei um round com a ajuda do meu Deus, Jesus, Espírito Santo e as muitas orações de velas acesas no coração dos meus entes queridos”, comentou ‘Nightmare’, que ganhou a primeira edição do reality TUF, do UFC.  

Leia Também