​Centenas de peixes são encontrados mortos em igarapé e moradores acusam prefeito de crime ambiental

Facebook
Twitter
WhatsApp

Moradores da comunidade do Jandira, em Iranduba, Área Metropolitana de Manaus, estão denunciando a morte de centenas de peixes no igarapé do Santa Rosa; eles acusam o prefeito do município, Augusto Ferraz, de crime ambiental.

ADVERTISEMENT

De acordo com vídeos gravados pelos comunitários e que tem viralizado na internet, os peixes tentam respirar em outras imagens​, alguns já estão mortos.

Os moradores dizem que a alta temperatura, mais o bloqueio do igarapé por onde os peixes acessam o rio, graças a construção de um ramal, tem causado a morte dos animais.

Lúcio Costa, secretário de Meio Ambiente de Iranduba, atribui as mortes à vazante dos rios. “Grande parte do problema se dá em razão das altas temperaturas em águas rasas, principalmente no período da vazante onde vários espécimes aquáticos ficam presos em poças. A temperatura e a falta de oxigênio na água acabam sacrificando os menos resistentes”, disse ao g1.

“Os animais aquáticos são sensíveis a qualquer mudança físico-química na água, como calor, frio, poluição e barulho”, afirmou.

A prefeitura de Iranduba disse que iria mandar a Secretaria de Obras ao local para analisar a situação.

 

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!