Casal é preso suspeito de tortura, trabalho escravo e abuso sexual em clínica de reabilitação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Uma mulher e um homem, de 58 e 40 ano, são suspeitos de tortura, ameaça, lesão corporal, tráfico de pessoas, trabalho escravo e abuso sexual, em Lavras, Minas Gerais. O casal é dono de uma clínica de reabilitação na localidade.

As informações sobre os crimes foram divulgadas nesta sexta-feira (23) pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). As investigações começaram no mês de abril  deste ano, após denúncia sobre o local onde estavam 20 homens e mulheres dependentes químicos.

Dois mandados de prisão preventiva foram cumpridas e três buscas e apreensão à casa da suspeita. No local, foram encontrados grande quantidade de medicamentos psicóticos, por isso, ela é investigada por tráfico de drogas.

Por determinação judicial a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Lavras ficou responsável pelos internados da clínica.

Leia Também