Casal é preso após torturar filho de 2 anos; a criança morreu

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Daniel morreu devido a ferimentos extensos e trauma na cabeça.

MUNDO| Daniel Escamia morreu em maio, mas seu relatório de fatalidade foi divulgado apenas recentemente, revelando o quanto a criança sofreu nos dois anos de sua curta vida. A criança teve uma morte trágica depois de ter sido severamente abusado e mantido sem comida por seus pais.

Rebecca Hart e Eddie Escamia, pais foram presos em 16 de maio de 2022, alguns dias depois que o menino morreu, dia 09 de maio. Agora, ambos foram acusados ​​e aguardam julgamento. Enquanto a mãe de 21 anos foi acusada de homicídio, Eddie, de 24 anos, o pai, foi acusado de colocar crianças em perigo com lesão corporal.

Segundo o relatório de fatalidade infantil do Departamento de Família e Serviços de Proteção, Daniel morreu devido a ferimentos extensos e trauma na cabeça. O registro também afirmou que o primeiro relatório contra os suspeitos foi feito em 13 de março de 2020, logo após seu nascimento.

A criança foi relatada inconsciente em uma ligação para o 911 antes de ser levada às pressas para o hospital, onde foi declarada morta. As autoridades afirmaram que o corpo da criança estava em más condições, com marcas distintas de abuso físico e negligência. Além disso, um resultado preliminar da autópsia indicou que Daniel tinha “lesões inexplicáveis” por todo o corpo no dia em que morreu. O relatório também afirmou que os sinais de lesões não eram de um dia, mas ocorreram por causa de maus-tratos de mais de uma vez em um período de poucos anos.

Leia Também