Casal com muito samba no pé faz show à parte e vira ‘xodó’ de Zeca Pagodinho no segundo dia do ‘#SouManaus 2023’

Facebook
Twitter
WhatsApp

Como você se sentiria se um dos grandes sambistas do Brasil notasse sua dança em um dos maiores festivais de artes integradas da região Norte do país? No segundo dia do “#SouManaus Passo a Paço 2023”, realizado pela Prefeitura de Manaus, isso foi um show à parte para o casal Aurineide Luzeiro, de 53 anos, e Vitor Hugo Batista Santos, de 56, que além de ser notado pelo sambista Zeca Pagodinho, no palco Guardião da Amazônia, nesta quarta-feira, 6/9, pelo samba no pé, ainda ganhou mimo em forma de cerveja.

ADVERTISEMENT

Sósia de Zeca Pagodinho é confundido com cantor e acaba sendo tietado no #SouManaus Passo a Paço

O brinde, promovido por Zeca Pagodinho, deixou o casal em plena felicidade. “Foi uma sensação incrível sermos notados e ver que ele se encantou com a gente”, disse a manauara Aurineide, que trabalha com decoração de eventos.

A decoradora disse que eles não perdem um #SouManaus, mas que a edição deste ano está espetacular. “Eu amo esse festival e está tudo organizado, com atrações incríveis. A prefeitura está de parabéns por dar esse presente a todos, gratuitamente”, elogiou.

​Noivos levam ‘after’ do casamento para show do David Guetta no #SouManaus Passo a Paço

Para Vitor, fã de carteirinha do sambista, foi um grande momento da sua vida ser notado no palco pelo artista. “Ele viu a gente dançando e isso não tem palavras. Não faltamos um dia do #SouManaus”, contou o professor, que mora há mais de três décadas na cidade, onde trabalha como professor de Educação Física.

Com estilo irreverente e gostoso no palco, Zeca Pagodinho pediu para a produção dar cerveja e água para o casal pela performance com muito samba no pé. E repetiu o pedido várias vezes. Foi um momento de viva o samba e o #SouManaus, que podem – e devem – ocupar todos os espaços.

David Guetta desfruta de passeio amazônico depois de lotar estreia do Passo a Paço

Evento

O evento é distribuído em dez áreas de ocupação no centro histórico, com oito horas de programação em todos os três dias de evento, somando um total de 240 horas de imersão e experiência artístico-cultural, tendo dois palcos principais localizados dentro do porto de Manaus, com vista para as margens do rio Negro, totalizando mais de 44 mil metros quadrados de intervenção.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!