Cantor e compositor Erasmo Carlos morre aos 81 anos após nova internação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Após ser internado novamente, o cantor e compositor Erasmo Carlos morreu aos 81 anos, nesta terça-feira (22), no Hospital Barra D’Or, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O artista chegou a ficar hospitalizado em outubro desse ano para tratar uma síndrome edemigênica, mas recebeu alta.

Nesta terça, a situação voltar a piorar e ele foi entubado em estado grave. A doença ocorre quando há um desequilíbrio das forças bioquímicas que mantêm os líquidos dentro dos vasos sanguíneos. Geralmente é causada por patologia cardíacas, renais e dos próprios vasos.

No dia 2, Dia dos Finados, Erasmo recebeu alta e comemorou. “Obrigado a Deus, a todos que cuidaram de mim, rezaram por mim e se torceram pela minha recuperação”, postou ele nas redes sociais.

No final de agosto do ano passado, Erasmo teve Covid-19 e precisou ser internado por oito dias para tratar a doença.

Conhecido por ser um dos pioneiros do rock brasileiro e por sua parceria com Roberto Carlos, ele deixa um grande legado para a música no Brasil. Foram 50 anos de estrada, mas de 500 canções e muitos sucessos, como “Além do Horizonte”, “É Preciso Saber Viver”, “O Bom”.

Leia Também