Vídeo: Com doença mental, mulher de personal diz que está se tratando: ‘Jamais imaginava que iria acontecer comigo’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A mineira Sandra Mara Fernandes, a mulher de 34 anos que teve uma relação sexual com o ex-morador de rua Givaldo Alves, dentro de um carro, em Brasília, deu sua primeira entrevista. Ela disse que teve um surto psicótico e falou com exclusividade ao SBT Brasília, nesta quinta-feira (28).

Morando há 12 anos em Brasília, a mineira contou que não imaginava que poderia ter ficado alucinada por causa da doença. Ela foi diagnosticada com transtorno afetivo bipolar, que evoluiu para o surto psicótico no dia do caso.

“Jamais imaginava que iria acontecer comigo e muito menos que eu tinha alguma doença. Para mim, eu era uma pessoa ‘normal’, agora vou precisar tomar o remédio para o resto da vida para não acontecer novamente”, esclareceu ela, durante em entrevista.

Sobre a repercussão do caso, Sandra destaca que não aceita mais que Givaldo Alves fale sobre a situação. “Eu tive que procurar ajuda no Judiciário para parar este cidadão. Já falou demais e já me expôs o suficiente. Não aceito mais, não é a minha verdade. Não sou essa personagem”.

Ainda em tratamento, ela disse que busca a justiça e reestruturar a família. Ela tem uma filha de seis anos e pretende seguir com sua loja de roupas. “Através de acompanhamento, de tratamento, eu posso ter uma vida normal para cuidar do meu marido, da minha de seis anos. […] Quero continuar trabalhando com roupas, que é o que eu gosto, desfiz a minha loja física, mas vou continuar com a online”.

Veja a entrevista:

Leia Também