‘Superfungo’: segundo caso de Candida auris é confirmado no Brasil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O segundo caso do “superfungo” Candida auris em Pernambuco foi confirmado nesta quinta-feira (13) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), trata-se de uma mulher de 70 anos admitida por questões neurológicas no Hospital da Restauração, no bairro do Derby, no Recife, no dia 24 de novembro.

O primeiro caso no estado do “superfungo” resistente a medicamentos e responsável por infecções hospitalares foi confirmado pela Anvisa na quarta-feira (12), de um homem de 38 anos que já teve alta do mesmo hospital. Um terceiro paciente com exame sugestivo para Candida auris segue em investigação.

A mulher que teve o resultado divulgado nesta quinta morreu no dia 5 de janeiro em decorrência dos problemas neurológicos e, apesar de estar com o fungo, não apresentou sintomas, segundo a secretaria. A constatação do fungo foi feita através de exame realizado pelo Laboratório Especial de Micologia da Escola Paulista de Medicina (LEMI – Unifesp). 

Por nota, a Anvisa explicou que, apesar de apenas dois casos terem sido confirmados, pode-se considerar que este é o terceiro surto de Candida auris no Brasil, já que a definição de surto não é apenas uma grande quantidade de casos, mas também “o surgimento de um microrganismo novo na epidemiologia de um país ou até de um serviço de saúde”.

Leia Também