Ratinho sugere que deputada federal deve ser metralhada; ela irá acionar a Justiça contra o apresentador

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O apresentador usou seu programa em uma rádio para disparar críticas e ameaças à deputada federal. "Tinha que eliminar (...) Não dá pra pegar uma metralhadora, não?"

Nessa quarta-feira (15), o apresentador Ratinho, de 65 anos, fez uma declaração no mínio polêmica sobre a deputada federal Natália Bonavides (PT-RN). Em seu programa na rádio Massa FM, ele sugeriu que a parlamentar fosse “eliminada com uso de uma metralhadora”. A deputada declarou em seu Twitter que a declaração do apresentador é crime e que irá acionar a Justiça.

A declaração do apresentador ocorreu por conta de um projeto da deputada que pretende retirar a expressão “marido e mulher” da união civil. “Natália, você não tem o que fazer, não? Você não tem o que fazer, minha filha? Vá lavar a caixa do teu marido, a cueca dele, porque isso é uma imbecilidade querer mudar esse tipo de coisa. Tinha que eliminar esses loucos? Não dá para pegar uma metralhadora, não? “, disse Ratinho.

De acordo com a deputada, o Projeto de Lei (PL) foi feito tendo em vista que muitos casais homoafetivos, formados por duas mulheres ou por dois homens, ainda escutam nos cartórios, quando vão consumar a união, uma expressão “homem e mulher”.

Não vai ficar assim

No Twitter, a deputada afirmou que a declaração do apresentador é crime. “O apresentador Ratinho sugeriu que eu fosse metralhada em programa visto por milhares de pessoas. Incitar homicídio é crime! Ele coloca a minha vida e minha integridade física em risco. Ratinho ainda disse que eu fosse lavar as cuecas de meu marido”, disse. Essas ameaças e ataques covardes não ficarão impunes. O apresentador utilizou uma concessão pública para cometer crime. Vamos acioná-lo judicialmente, inclusive criminalmente”, acrescentou a parlamentar.

Leia Também