Polícia Civil pede prisão preventiva de agressor que espancou procuradora-geral

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A Polícia Civil pediu à Justiça de São Paulo a prisão preventiva do procurador Demétrius Oliveira de Macedo, que agrediu a procuradora-geral da Prefeitura do município de Registro, Gabriela Samadello Monteiro.

De acordo com informações do G1 SP, a corporação, por meio de nota, informou que o delegado Daniel Vaz Rocha, do 1º Distrito Policial (DP) do município, representou pela prisão do suspeito na 1ª Vara Criminal da cidade.

O caso aconteceu na tarde de segunda-feira (20), na sala da procuradoria geral do município, dentro da prefeitura. A ação filmada por outra funcionária mostra que Macedo desferiu socos e chutou a colega, que estava trabalhando quando foi surpreendida pelo ataque.

Ela foi covardemente espancada e até as colegas, que tentavam ajuda-la, acabaram sendo agredidas também pelo homem, que teria se irritado com após Gabriela pedir abertura de processo que investigava o colega por abuso contra os colegas.

Segundo a promotora, Demétrius já estava com problemas de relacionamento e sido grosso com outra funcionária. Ela disse que cobrou providências, pois estava com medo de trabalhar no mesmo ambiente com ele e isso o irritou.

Leia Também