Polícia Civil investiga possível troca de bebês em maternidade

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O caso foi descoberto após a mãe fazer um teste de DNA e comprovar que a criança que lhe entregaram não era sua filha biológica

Uma possível troca de bebês dentro do Hospital Regional de Planaltina (DF) está sendo investigada pela Polícia Civil do Estado.  O caso chegou até a polícia após a vara da família encaminhar as informações, via ofício. O inquérito segue sob sigilo.

De acordo com os autos do processo, uma mulher identificada como Geruza Fernandes Ferreira, de 38 anos, teve uma filha no hospital há oito anos. Porém, ela afirma que após fazer exame de DNA descobriu que a criança que foi entregue a ela não é sua filha biológica.

Fora do âmbito policial, o processo também tramita na área cível. Em agosto, o Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT) estabeleceu o pagamento de R$ 300 mil a título de danos morais. A Justiça entendeu que a troca foi comprovada.

Em nota, a Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF) informou que o DF recorreu da decisão. A Secretaria de Saúde explicou que “está à disposição da Justiça para os devidos esclarecimentos”.

Leia Também