Marcha para Jesus: diante de multidão evangélica, Bolsonaro diz orar ‘todo dia’ pelo Brasil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A concentração da 30ª edição da Marcha para Jesus ocorreu na altura do Metrô Luz, na avenida Tiradentes, na manhã de hoje (9). A marcha, que reuniu uma multidão em torno dos carros de som, seguiu caminhada em direção à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, próximo ao Campo de Marte, na zona norte de São Paulo.

O momento mais comentado foi quando o presidente Jair Bolsonaro (PL) subiu ao palco e disse que está rezando para que o Brasil não vire um país socialista.

“Peço a Deus todos os dias quando levanto. Dobro os joelhos e rezo um Pai Nosso. Que o nosso povo não experimente as dores do socialismo. Que olhem ao nosso redor aqui na América do Sul. Vejam como os povos desses outros países estão vivendo, vejam como vivem os nossos irmãos da Venezuela… Nós não queremos isso para o nosso Brasil”, afirmou.

No local de chegada, foi montado um palco que recebe ao longo do dia nomes da música gospel nacional. Segundo a organização do evento, na edição deste ano, mais de nove mil caravanas de diversas partes do país trouxeram público a São Paulo para participar da marcha, o número é o maior registrado na história do evento.

O presidente do evento no Brasil, Estevam Hernandes, discursou na abertura em carro de som e pediu que este fosse um dia de bençãos e que Deus abençoasse as famílias brasileira. “Esta marcha será um divisor de águas, porque nós sabemos que feliz é a nação cujo Deus é o senhor”, disse.

“Vejo como os povos desses outros países [da América do Sul] estão vivendo, vejam como vivem os nossos irmãos da Venezuela, como estamos indo, outros países como Argentina, Chile e Colômbia. Nós não queremos isso para o nosso Brasil. O Brasil é uma potência em todos os aspectos, em especial, no ser humano que habita aqui”, afirmou o presidente.

Leia Também