Maior miliciano do Brasil é morto em troca de tiros com a polícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A polícia do Rio de Janeiro confirmou na manhã deste sábado a morte do miliciano Wellington da Silva Braga, o Ecko. Ele trocou tiros com os policiais durante a operação “Dia dos Namorados”, da Polícia Civil, que tinha como objetivo prender o bandido.

Ecko morreu na casa de parentes na Comunidade das Três Pontes, em Paciência, no Rio de Janeiro. Há seis meses a polícia estava atrás dele. Ele era considerado o maior miliciano do Brasil.

A zona oeste e regiões da Baixa Fluminense são todas dominadas por ele, que assumiu o lugar do irmão, o Carlinhos Três Pontes, morto em 2017 pela Polícia Civil.

Leia Também