Mãe e filho autista são desrespeitados por funcionários da Latam, criança entra em crise e quebra o dente ao cair no chão

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
A criança entrou em crise devido a demora no atendimento. O menino se jogou no chão, teve o dente quebrado e ninguém da empresa foi até eles oferecer ajuda.

Uma família amazonense passou por momentos de desrespeito e desespero no Aeroporto Rio Galeão, após funcionários da empresa Latam demorarem para fazer o atendimento de embarque. O caso ocorreu nessa sexta-feira (25) e envolveu uma mãe e o seu filho autista, que entrou em crise devido a demora na liberação.

De acordo com a mãe, durante o atendimento a atendente teria dito que a documentação dela e do filho estava incompleta. “Viajo a 11 anos com o Eduardo e nunca passamos por tanta humilhação e falta de respeito, na hora do embarque informei a moça que ele era autista e que não aguenta esperar muito, e a mesma começou a criar caso com a documentação dele o RG que está com meu nome de casada , sendo que apresentei certidão de nascimento dele, minha certidão de casamento e de divórcio justamente para comparar, mas ainda assim a mesma não aceitou”, relatou a mãe do menino de 11 anos.

Ainda segundo a mulher, mesmo com o filho entrando em crise, a funcionária “sumiu” com os documentos e demorou a retornar. “o Dudu começa a entrar em crise , sendo que mesma sumiu com os documentos para supervisão e não voltou mais , a crise aumentou ele gritava , chorava , e nada de embarcamos, como ele está grande e mais forte fica muito difícil para mim conter ele , ele fica agressivo , caímos , ele me batia , se debatia a ponto de segurar ele no chão e ninguém ,uma espera de quase uma hora absolutamente ninguém da LATAM vinha até nós para nos ajudar ou nos liberar”, disse a mulher.

Durante a crise a criança caiu no chão e acabou quebrando o dente, isso tudo sem qualquer tipo de intermediação ou ajuda dos funcionários da empresa, que gerou toda a crise. “A funcionária chamada LUANA , sumiu , a crise foi tão intensa que Dudu descontrolado pela demora e nada se resolvia , eu não consegui segurar ele caiu e quebrou os dentes, comprometeu a arcada dentária dele , os dentes quebraram e ainda assim ninguém dessa companhia me ajudava os bombeiros , a polícia teve que ir até nós, porque simplesmente se enfurnaram lá para dentro e não apareciam”.

A partir de agora a mãe disse que entrará com uma ação contra a empresa Latam e contra a funcionária, que se mostrou completamente despreparada para atender e lidar com uma situação envolvendo uma pessoa com autismo, que necessita de atenção especial.

A Latam não se pronunciou sobre o ocorrido.

Leia Também