Justiça decreta prisão do goleiro Bruno por dívida de R$ 60 mil da pensão do filho de Eliza Samúdio

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O ex-goleiro do Flamengo Bruno teve a prisão decretada nesta sexta-feira (26) por dever R$ 60 mil de pensão a Bruninho, filho dele com Eliza Samúdio. A dívida vem desde janeiro de 2020, afirma a Justiça.

Um outro processo segue na Justiça. Nele Bruno é acusado de uma dívida de R$ 3 milhões, desde que Bruninho nasceu. O goleiro mora em Cabo Frio, região dos Lagos do Rio de Janeiro, onde tem uma loja de açaí.

No documento o juiz Alexandre TsuYoshi Ito decreta: “Decreto a prisão de Bruno Fernandes das Dores de Souza até que efetue a quitação de todas as parcelas pendentes ou pelo prazo máximo de 03 (três) meses. Ao cartório para a expedição de prisão (com valor devido atualizado até esta data nos termos dos art 528, parágrafo 3 do CPC). Comunique-se a Polinter e, concomitantemente ao analista judiciário de área afim com atribuição de serviço externo oficial de justiça) Conste que o cumprimento de prisão não exime o devedor do pagamento das pensões devidas; somente o pagamento das prestações devidas, incluídas as que venceram ao longo do processo, até a data do efetivo pagamento, suspende a ordem de prisão”.

Bruninho mora com Sonia Moura, mãe de Eliza samudio.

Leia Também