Homem com HIV é preso por infectar propositalmente pelo menos 8 mulheres

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
De acordo comas vítimas, Leovaldo não informou sobre sua condição de soropositivo intencionalmente, infectando-as propositalmente.

O vigilante Leovaldo Francisco da Silva, de 37 anos, foi preso nesta segunda-feira (21), acusado de ter transmitido o vírus HIV para pelo menos oito mulheres de propósito. Segundo as vítimas, o homem fez sexo com elas sem preservativo mesmo sabendo que tinha o vírus.

O caso ocorreu em Pontalina (GO). Das oito mulheres que fizeram a denúncia, três testaram positivo para o HIV. De acordo com elas, Leovaldo não informou sobre sua condição de soropositivo intencionalmente, infectando-as propositalmente.

Segundo as investigações, Leovaldo infectou várias mulheres desde 2019, quando descobriu sua sorologia. Mas o suspeito afirma ter descoberto ser soropositivo há pelo menos um mês, mesmo o delegado afirmando ele já saber do seu estado, desde 2020.

Uma dessas mulheres resolveu fazer o teste de HIV há 15 dias, após o término do relacionamento com o vigilante e por ter ouvido boatos de que ele estivesse contaminado. Após isso, outras mulheres preocupadas com a história, também recorreram a exames médicos e à delegacia.

Todas foram ouvidas separadamente e de forma sigilosa, em dias e horários diferentes, para preservação da imagem das vítimas.

O acusado, recém-casado e com um filho, foi preso e vai responder pelo crime de lesão corporal gravíssima. Ele teve o celular apreendido para análise pericial. Com a repercussão do caso, o delegado responsável pelo caso, Leylton Barros, espera novas denúncias e o resultado de exames de laboratório já iniciados para chegar ao fim do inquérito.

Leia Também