‘Herdeiro de Pablo Escobar’ pede prisão domiciliar por ser obeso e ter claustrofobia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O narcotraficante foi extraditado da Bolívia para o Brasil e cumpre pena em um presídio de segurança máxima, no Mato Grosso do Sul.

O narcotraficante Jesus Einar Lima Lobo Dorado, o Dom Pulo, que é conhecido como o grande “herdeiro de Pablo Escobar” teve o pedido de prisão domiciliar negado pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A defesa de Dom Pulo tinha entrado com pedido de habeas corpus com a justificativa de que o cliente sofre com claustrofobia. Caso fosse aceito, ele iria ser internado em uma clínica médica especializada, já que sofre de obesidade mórbida, hipertensão, diabetes, insuficiência cardíaca e claustrofobia. No pedido, os advogados também citaram a anulação da ordem de extradição para que ele volte para a Bolívia.

O herdeiro de Pablo Escobar foi extraditado da Bolívia para o Brasil e desde então, cumpre pena no Presídio de Segurança Máxima de Gameleira, em Campo Grande (MS).

De acordo com a decisão do STJ, não há nenhum tipo de ilegalidade que justifique a concessão do habeas corpus. Dom Pulo foi condenado a 14 anos de prisão por tráfico internacional de drogas. De acordo com as investigações acerca do caso, ele chefiava o tráfico na fronteira do Brasil com os países vizinhos.

Leia Também