Grupo que vendia carne de cavalo para hamburguerias é preso durante operação do MP

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O grupo vendia a carne de cavalo como se fosse de gado para 60 % das hamburguerias da cidade.

Seis pessoas foram presas nesta quinta-feira (18), suspeitas de comercializarem carnes de cavalo como se fosse de gado para hamburguerias, em Caxias do Sul (RS). Segundo as investigações, cerca de 60% das hamburguerias da cidade compravam com o grupo dono do abatedouro clandestino.

Além das prisões, o Ministério Público e agentes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) cumpriram mais 15 mandados de busca e apreensão referentes a oito alvos na cidade.

O grupo investigado é responsável por abastecer estabelecimentos da cidade com grandes quantidades de carne (em forma de hambúrgueres e bifes) provenientes do abate clandestino de equinos, suspeita que foi confirmada por meio da realização de perícias nas carnes encontradas  em lanches. Também eram misturadas carnes de peru e suíno.

“Eram distribuídos em torno de 800 kg semanais”, conta o coordenador do Gaeco e promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho.

Leia Também