Grávida de gêmeas é executada na fronteira do Brasil com o Paraguai e médicos conseguem salvar as bebês

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
A mulher foi levada para um hospital da cidade mas não resistiu e morreu. As duas gêmeas nasceram durante cirurgia e passam bem.

A jovem Ana Carolina Alhende Aquino foi assassinada a tiros na noite da última sexta-feira (24), enquanto estava dentro do carro dela, em Ponta Porã (MS), que fica na fronteira do Brasil com o Paraguai. A vítima estava grávida de nove meses e os bebês conseguiram ser salvos.

De acordo com a polícia, Ana Carolina estava dentro do carro com o marido, quando o carro foi alvejado com diversos disparos de arma de fogo. O alvo dos bandidos seria o marido dela. Durante a ação criminosa, ela foi atingida com tiros na cabeça. Ela ainda chegou a ser socorrida, mas acabou morrendo ao dar entrada na unidade hospitalar.

Os médicos que atenderam Ana realizaram uma cirurgia de urgência e conseguiram salvar as vidas das gêmeas que a vítima espera. Elas nasceram com 36 semanas, saudáveis e estão fora de perigo.

O principal alvo dos criminosos, Gabriel de Abreu, foi atingido apenas com um tiro de raspão nos braços. Ele também foi socorrido e o estado de saúde dele é bom.

De acordo com testemunhas, as vítimas estavam paradas dentro de um veículo preto, quando os criminosos chegaram ao local em um carro de características não informadas. Um desses homens teria descido do veículo e atirado contra o casal. Gabriel teria tentado fugir do local acelerando o carro dele, mas acabou sendo alvejado com os disparos.

O caso é investigado pela Polícia Civil de Ponta Porã.

Leia Também